Onde Dra. Kátia atende? | Exames de Phmetria e Endoscopia | Astronet | Peso e altura | Introdução dos alimentos | Links | Downloads
Mídia RSS Galeria
Esta página contém uma série de perguntas e respostas que são comumente questionadas pelos pais das crianças à Pediatra. Está dividido em categorias para facilitar sua consulta. É importante que fale com seu pediatra antes de utilizar qualquer recomendação que aqui surgir.
   
Segurança
Gravidez
Alimentação
Amamentação
Crescimento
Vacinas
Doenças
Exames
   
  Cinema, Teatro,
CD's, DVD's,
Livros, Férias,
Parques...
 
Veja aqui
   
  Mel, Ovo, Papinhas,
Comida da família sem
modificação e etc
 
Veja aqui


Gestação múltipla resultante de tratamento de subfertilidade

Aproximadamente 10% dos casais que tentam ter filhos falham em conceber após um ano de relações sem métodos de anticoncepção. A tendência de adiar o início de uma família nos países desenvolvidos tem reduzido as chances de concepção natural devido ao envelhecimento do ovário, e vem se verificando atualmente o aumento do número de casais que procuram ajuda em clínicas de infertilidade.

As técnicas de reprodução assistida (TRA) procuram aumentar as chances de gravidez e incluem hiperestimulação ovariana com drogas, associada ou não a inseminação artificial intrauterina e fertilização in-vitro. Esses métodos aumentam significantemente as chances de gestações múltiplas, e, em alguns países, tem se verificado um grande aumento de nascimentos duplos, triplos ou mais. Uma revisão de literatura publicada em 2005 levantou as muitas implicações dessa 'epidemia iatrogênica'.

Nos Estados Unidos ocorreu aumento de partos gemelares na ordem de 75% entre 1980 e 2000, representando 3% do total de nascimentos. Semelhante tendência foi verificada em países europeus. A taxa de gestações triplas ou mais aumentou quatro vezes nesse mesmo período. Os dados indicam que muitas das gestações gemelares não estão relacionadas às técnicas de reprodução assistida, no entanto, 80% ou mais das gestações múltiplas (três ou mais fetos) são atribuíveis as tais técnicas.

As gestações múltiplas estão associadas a diversos riscos à saúde materna e do recém-nascido e às dificuldades familiares. As principais complicações gestacionais são abortos, pré-eclampsia, retardo do crescimento intra-uterino e parto prematuro. Comparado a partos únicos, a mortalidade perinatal é quatro vezes maior para nascimentos duplos e seis vezes maior para os triplos.

Para gestações múltiplas, os riscos de prematuridade aumentam de 7 a 40 vezes dependendo do estudo e, de baixo peso ao nascer, 10 a 75 vezes. A prevalência de seqüelas infantis pode ser 50% maior em gêmeos e 100% em trigêmeos. A associação entre muito baixo peso ao nascer e fertilização in-vitro está claramente estabelecida, e, aproximadamente 25% dos partos prematuros são devido a gestações múlitiplas.

Esse aumento progressivo de gestações múltiplas por causa de técnicas de fertilização assistida deve ser contido. Diversas estratégias podem se adotadas, tais como: educação da classe médica e da população sobre os riscos destas gestações; utilização das técnicas assistidas somente em casos comprovadamente indicados em que outras ações não tiveram sucesso e a diminuição do número de embriões transferidos na fertilização in-vitro.

Voltar  

Início | Dra. Kátia | Celíacos | Receitas | Artigos e notícias | Dúvidas | Jogos | Dicas | Fale conosco
Exames de Phmetria e Endoscopia | Astronet | Peso e altura | Introdução dos alimentos | Links | Mídia | Downloads | RSS | Galeria

By Designer de Interfaces Kéu Meira Resolução Mínima de 1024 x 768 © Copyright 2007 - 2012 Dra. Kátia Baptista